fbpx

Remarketing: o que é e como utilizar?

remarketing

Sabe aquela sensação de que seu navegador da internet possui uma bola de cristal sobre seus interesses? Ela tem muito a ver com o remarketing! Esse é um poderoso recurso de marketing digital que tem como objetivo, impactar mais de uma vez a mesma pessoa que demonstrou interesse no seu produto ou serviço, mas não finalizou a compra.

Quer entender mais sobre esse recurso e como ele pode favorecer o seu negócio? Continue acompanhando o post de hoje!

Afinal, o que é remarketing?

O remarketing é basicamente um resgate da atenção de seu consumidor. Como o termo indica, a ação busca realizar novamente o marketing ou redirecionar uma ação para um mesmo alvo anterior. O que muda, nesse caso, é o posicionamento e a intenção da ação.

Comumente, especialmente em empresas ainda iniciantes em marketing digital, enxergam-se somente as ações anteriores ao ato da venda. O remarketing, nesse caso, surge como uma oportunidade de ampliar conversões em diferentes estágios do processo.

Independentemente da compra ter sido finalizada ou não, o remarketing pode alcançar o cliente e impactá-lo de acordo com a ação tomada. Caso ele ainda esteja procurando sobre o assunto, receberá conteúdo que incentive-o a considerar a compra de seu produto. Ou, caso seja um cliente fidelizado, ações de remarketing tratarão de buscar novas conversões pós-venda.

Remarketing x Retargeting: qual a diferneça?

Remarketing e retargeting, em marketing digital, são nomes semelhantes para a mesma ação. No entanto, a tecnologia de monitoramento em si é conhecida como retargeting pixel. Utiliza-se um código que insere cookies (dados do histórico) no navegador de seu usuário. As informações ficam salvas, permitindo uma veiculação eficiente de um anúncio de remarketing.

Plataformas como o Google Analytics e ferramentas como o Pixel Code do Facebook fornecem o código de retargeting. Desse modo, é possível começar a experimentar formas de direcionar seu tráfego.

Para simplificar, pense em um cliente que acessa uma loja e não adiciona um determinado produto ao carrinho. Após essa decisão, devidamente monitorada, ele será lembrado por uma ação de remarketing sobre aquele produto.

No exemplo de uma compra não concluída, o remarketing pode ocorrer de diversas formas. Se o cliente, por exemplo, estiver inscrito na newsletter do site, um email de alerta é enviado. Ou, caso não seja, banners e posts do produto em específico surgem no Google ou Facebook. O remarketing, portanto, funciona com uma segmentação com base no tipo de ação tomada.

Como utilizar o remarketing?

Os espaços de anúncio do Google AdWords, entre outras ferramentas, facilitam a conversão em relação ao remarketing. Ao adicionar uma tag da plataforma em seu site, sua estrutura já está pronta para a implementação de novos anúncios.

Passando a barreira estrutural e técnica, é hora de pensar em uma estratégia. A abordagem do público ocorre inteiramente por conta de suas ações em seus canais. Ou seja, é importante que o remarketing atinja com anúncios específicos e alinhados ao objetivo de seu cliente.

Dados do Google AdWords mostram que a conversão à primeira vista do e-commerce é de apenas 3%. Isso significa que seu produto ou serviço deve aparecer mais vezes e de forma relevante para seu cliente. É assim que o remarketing gera resultados efetivos para o seu negócio.

Considerações finais

Uma ação de remarketing, quando implementada com eficiência, pode ampliar o engajamento e resgatar intenções de compra. Pessoas que visitaram determinada seção de seu site podem estar mais interessadas em banners de produtos desse segmento, por exemplo. Ou, ainda, em ofertas de produtos complementares em seu email.

Redirecionar seus clientes por meio do marketing não é algo novo. Inclusive, pode-se dizer que já existiam ações desse tipo no meio offline, todas buscando o resgate do cliente para a conversão.

Por fim, para que o remarketing realmente gere uma lembrança de marca positiva e sem saturar seu público, o recomendado é que não haja mais do que 10 visualizações de anúncios por pessoa.

Quer mais dicas de como utilizar anúncios em sua estratégia de marketing? Continue acompanhando o blog.

Gostou? Compartilhe com seus amigos :)

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *